• Da redação

Alunos da Ibrantina participam da CUCo Este ano, cerca de 100 alunos se inscreveram e 44 foram para

Este ano, cerca de 100 alunos se inscreveram e 44 foram para a segunda fase

Helga Vilela

Testar seus conhecimentos a partir de uma prova elaborada pela Fuvest, fundação responsável pelo vestibular da USP. Este foi o objetivo dos 106 alunos da Escola Estadual Ibrantina Cardona ao se inscreverem no programa “Vem pra USP!”: eles participaram da Competição USP de Conhecimentos (CUCo) e os primeiros colocados de cada ano foram Wesley Fernando Lima da Silva (3º ano), Raíssa Góes Leite (2º ano) e Matheus Augusto Dias Fernandes (1º ano).

A coordenadora Alessandra Moraes informou que a escola se inscreveu pela segunda vez e a participação foi maior este ano. Ela destacou que o resultado das avaliações externas permite ao aluno uma autoavaliação, além de ser um parâmetro para a escola. E completou que a pontuação também reforça o diferencial dos alunos, provando o que sempre buscam junto aos pais: uma parceria para que participem dos estudos de seus filhos. “O aluno precisa estudar em casa e não apenas vir para a escola”.

Este ano, o programa Vem pra USP! registrou número recorde de inscritos: foram quase 140 mil estudantes do ensino médio de 3619 escolas do Estado de São Paulo, localizadas em 602 municípios. No ano passado foram cerca de 50 mil estudantes, de 2743 escolas em 528 municípios.


Como é a competição

Os 106 inscritos da escola Ibrantina fizeram as provas on-line em abril e os 44 aprovados para a fase seguinte (que acertaram, no mínimo, 50% da primeira prova) fizeram a prova presencial (na própria escola) no dia 6 de junho, em horário estabelecido pela USP.

Na primeira fase foram 18 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa, conhecimentos gerais, ciências e matemática. A segunda fase contou com testes de português, matemática, ciências e atualidades.

Wesley, já se preparando para o vestibular, gostou da experiência e destacou que sempre participa de avaliações externas. Citou, como exemplo, a Olimpíada Brasileira de Matemática, e garantiu: sempre vai bem. Pretende fazer Matemática (ou Biologia) na USP ou na Unicamp e explicou que ao fazer a CUCo e ficar em primeiro lugar, ganhou a isenção da matrícula (que são quase R$ 200). Sobre seu rendimento na prova – 25 acertos em 45 – considerou “mediano para mais” e justificou: a prova estava complicada, tinha questão de matemática sem nenhum número!

Raíssa é de Letras. Está no 2º ano e considerou que “o que pegou” na prova foi matemática. Estava difícil. Também acertou 25 questões e garantiu que sempre que tem oportunidade, faz provas para avaliar seu conhecimento. Disse ser uma “boa experiência psicológica”, afinal quer estar preparada para não se assustar quando chegar a vez do vestibular.

Matheus, do 1º ano, quer fazer Arquitetura. Acertou 31 questões e destacou que a prova da USP foi o começo de sua preparação no Ensino Médio, mas citou que já participou de olimpíadas e da competição de redação da EPTV. “Com essas oportunidades, a gente começa a se preparar para as provas que faremos mais pra frente”.

Os três ficaram satisfeitos com o primeiro lugar e agora esperam conhecer a USP, uma das possibilidades para os melhores colocados de suas escolas.



Coordenadora Alessandra e diretora Lílian com os alunos que foram destaque na CUCo: Wesley, Raíssa e Matheus

2 visualizações